Portal do Governo Brasileiro

Prêmio WISE identifica soluções criativas para desafios da educação

17/12/2015

Estão abertas as inscrições para o concurso que destina US$ 20.000 para iniciativas que estão transformando a educação ao redor do mundo

Ser reconhecido mundialmente por seu projeto inovador em educação. Essa oportunidade é oferecida pelo WISE Awards, prêmio que dá visibilidade a práticas inovadoras desenvolvidas no mundo inteiro e que está com inscrições abertas. O WISE (World Innovation Summit for Education) é uma iniciativa da Fundação Qatar e, todos os anos, questiona como os processos de aprendizagem podem ser mais engajadores e relevantes, a fim de identificar seis projetos com soluções criativas para os desafios da educação.

As seis propostas com abordagem mais inovadora e um grande potencial de adaptação e reprodução em larga escala são contempladas com US$ 20.000. As inscrições podem ser realizadas pelos representantes dos projetos, que podem ser de qualquer região e de qualquer setor ou nível educacional. Os líderes de cada grupo devem apresentar o funcionamento e alcance das atividades desenvolvidas. O requisito é que o compromisso com a educação de qualidade seja verificável para que, a partir disso, o WISE consiga construir uma rede de agentes de mudança na educação.

O Prêmio foi elaborado em 2009 e, desde então, recebeu 2850 inscrições de 150 países. Os 42 vencedores conseguiram, de alguma forma, revolucionar o sistema e a metodologia de ensino com os alunos.

As inscrições vão até o dia 15 de janeiro de 2016. O formulário deve ser preenchido em inglês e, de todos os inscritos, a Fundação Qatar irá selecionar 15 finalistas. Os seis vencedores serão escolhidos por um júri formado por lideranças da educação mundial e o resultado será divulgado em setembro. Além do prêmio de US$ 20.000, os vencedores serão reconhecidos durante o WISE Summit, evento realizado anualmente.

Vencedores de 2014

Australia, Egito, Finlândia, Índia, Jordânia e Peru foram os países onde seis projetos inovadores de educação foram originados e premiados. Na Austrália, o “The song room” usa arte e música para melhorar o bem estar social de crianças de baixa renda, além de ajuda-las a desenvolver habilidades socioemocionais e melhorar o desempenho escolar.

No Egito, o vencedor foi o programa “Street Children: Re-integration through Education” (do inglês, Crianças da rua: Reintegração através da educação), que tira as crianças da rua ao reconectá-las com suas famílias e com o sistema público de ensino. Tanto o projeto Me & MyCity, da Finlândia, quanto o Alternate Education for Rural Development in Peru (do inglês, Educação alternativa para o desenvolvimento rural no Peru) treinam os alunos a partir de atividades mão na massa para que eles adquiram habilidades úteis para o mercado local.

Na Índia, o projeto Educate Girls luta contra a desigualdade de acesso a educação entre gêneros, encorajando pais a mandarem suas filhas para a escola. Seguindo a linha de empoderar meninas e mulheres, o programa “We love Reading”, da Jordânia, capacita mulheres para que elas levem o amor pela leitura a crianças, promovendo aprendizagem também fora da sala de aula.

Porvir.org

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal